Contos e Lendas: 06/2005

6.6.05

LIBERO
GEORGES HACQUARD
MITOS GREGOS E ROMANOS
MITOLOGIA E FOLCLORE



Líbero é uma antiga divindade itálica que personificava a fertilidade dos campos e a fecundidade dos animais. O seu símbolo é o falo. No dia da sua festa, no mês de Março, os adolescentes com dezessete anos cumpridos empossam, finalmente, a toga viril.


Muito cedo, Líbero foi confundido com o deus grego Dioniso, tornando-se o deus protetor dos vinhateiros.






6.6.05

FORÇAS PODEROSAS
DESCONHEÇO O AUTOR
MITOS DA AFRICA
MITOLOGIA E FOLCLORE



Recentes escavações deixaram ao descoberto figuras de terracota, como as achadas na zona de Nok (Nigéria), cuja antiguidade se remonta a quase dois mil quinhentos anos. Algumas destas estátuas estão realizadas de tal modo que a cabeça é muito maior do que o corpo; semelhante desproporção era uma característica dos artistas africanos e com isso queriam dar a entender que não só representavam seres humanos mas também que a sua arte pretendia chamar a atenção sobre certa classe de significação simbólica, afastada de qualquer naturalismo.


Neste sentido, o achado das denominadas "figuras de Jano" chamadas assim porque recordam a deidade romana Jano, que aparecia representada com duas cabeças contrapostas,dado que personificava a vigilância e a custódia, realizado no vale de Taruga, é um claro exemplo cheio de conotações míticas e emblemáticas. Além disso, algumas das estátuas encontradas na aldeia de Nok representam, e simbolizam, as forças sobrenaturais e poderosas que apareciam relacionadas com a produção de alimentos e a satisfação das primeiras necessidades.


Outros achados, nos quais apareciam até média dúzia de cabeças de terracota, foram relacionados com a existência de santuários, templos ou lugares de culto e rito nos bosques considerados, pelo mesmo motivo,como sagrados.


Afirma-se, além disso, que "a técnica da fundição guarda certa relação mítica e ritual com as figuras de terracota dos fornos do vale de Taruga".


Acontece a mesma coisa com a arte estatuária de Benin, que conseguiu a sua plenitude entre os séculos XI e XV da nossa era. "Nesse sentido as figuras de animais, como o leopardo, simbolizam o poder dos seus reis que, às vezes, portavam máscaras realizadas em marfim, as quais levavam incrustadas, por sua vez, pequenas figurinhas dos colonizadores europeus com o objeto de apropriar-se do seu saber e a sua inteligência e, deste modo, não serem dominados por eles".






6.6.05

DUVIDANDO DA EXISTÊNCIA DE DEUS
PAULO COELHO
CONTOS E LENDAS



Um homem foi cortar o cabelo e a barba. Como sempre acontece, ele e o barbeiro ficaram conversando sobre várias coisas, até que - por causa de uma notícia de jornal sobre meninos abandonados - o barbeiro afirmou:


- Como o senhor pode ver, esta tragédia mostra que Deus não existe.


- Como?


- O senhor não lê jornais? Temos tanta gente sofrendo, crianças abandonadas, crimes de todo tipo. Se Deus existisse, não haveria sofrimento.


O cliente ficou pensando, mas o corte estava quase no final, e resolveu não prolongar a conversa.


Voltaram a discutir temas mais amenos, o serviço foi terminado, o cliente pagou, e saiu.


Entretanto, a primeira coisa que viu foi um mendigo, com barba de muitos dias, e longos cabelos desgrenhados. Imediatamente, voltou para a barbearia, e falou para a pessoa que o atendera:


- Sabe de uma coisa? Os barbeiros não existem.


- Como não existem? Eu estou aqui, e sou barbeiro.


- Não existem! - insistiu o homem. - Porque se existissem, não haveria pessoas com barba tão grande, e cabelo tão desgrenhado como o que acabo de ver na esquina.


- Posso garantir que os barbeiros existem. Acontece que este homem nunca veio até aquí.


- Exatamente! Então, para responder sua pregunta, Deus também existe. O que passa é que as pessoas não vão até Ele. Se O buscassem, seriam mais solidários, e não haveria tanta miséria no mundo.






6.6.05

O PALÁCIO DO SOL
DESCONHEÇO O AUTOR
MITOS ESLAVOS E LITUANOS
MITOLOGIA E FOLCLORE



Não se esgota com o dito a mitologia eslava com respeito à importância que para eles tem a luz, o fogo, o lume e o próprio astro rei.


Por exemplo, quando se acendia o fogo que ardia nas lareiras, todos deviam permanecer em silêncio, especialmente os mais jovens da casa, para que fossem aprendendo os diferentes rituais da sua tribo. A mitologia em que aparecia envolvido o Sol era muito ampla entre os eslavos, para quem esta luminária tinha a sua morada num longínquo lugar do oriente, que consideravam o país da abundância.


O Sol habitava num palácio refulgente, todo de ouro e, quando se dispunha a percorrer o espaço, fazia-o numa carruajem brilhante, puxada por doze cavalos brancos que tinham as suas crinas douradas. Tudo isto parece muito a descrição que a mitologia clássica fazia do Sol e, como Faetonte era um filho do Sol entre os gregos, sucede a mesma coisa com os eslavos.


A mitologia destes últimos contempla o Sol como a personificação de um belo jovem que se senta num trono de ouro e, a seu lado, aparecem duas belas jovens que são as suas filhas: a Aurora da manhã e a Aurora da Tarde.


Os eslavos chamavam "Zorias" às filhas do Sol e consideravam-nas servidoras do seu pai, mas também deidades. Zoria, ou Aurora da manhã, tinha a função de abrir a porta do reluzente palácio para que saísse o seu pai, o Sol, enquanto a Zoria, ou Aurora da Tarde, correspondia fechá-la para que o seu pai se recolhesse.






3.6.05

UM MINUTO DE SABEDORIA
CARLOS TORRES PASTORINO
CONTOS E LENDAS



Se a sombra dos dias tristes perturbar a subida, volte seu pensamento para Deus, que está dentro de cada um de nós.


A vitória nos chega por meio das lutas que travamos dentro de nós mesmos.


Se as quedas magoam o corpo, servem para libertar o coração.


E, depois de vencer, espalharemos o amor em redor de todos nós, porque?






3.6.05

HESPÉRIDES
DESCONHEÇO O AUTOR
MITOS DA GRECIA E ROMA
MITOLOGIA E FOLCLORE



As filhas do Titã Atlas ou da Noite. Ajudadas por um dragão, as Hespérides vigiavam uma árvore com ramos e folhas de ouro, que produzia maçãs douradas. A árvore tinha sido dada a deusa Hera no dia de seu casamento por Géia, a Mãe-Terra. Um dos 12 trabalhos impostos à Héracles era trazer de volta as maçãs douradas das Hespérides.






3.6.05

O ANEL DA BENÇÃO
DAVID MARTINS
CONTOS E LENDAS



Conta-se que andava um dia D. Fernando de Lima, da nobre estirpe dos Limas do Alto Minho, por suas terras, e assistiu a uma estranha luta. Duas doninhas lutavam contra uma cobra, à porta da toca onde tinham os filhotes.


Estavam já bastante feridas mas não abandonavam a luta.


Ao presenciar isto, o cavaleiro teve pena das doninhas que eram mais fracas mas mesmo assim não se davam por vencidas e continuavam a defender os filhos, pegou em sua espada e matou a cobra.


Pouco depois uma das doninhas veio trazer-lhe uma pedra preciosa que tinha no ninho, e a colocou aos pés do amigo que a salvara. Esta pedra existe ainda hoje na família, encastoada no chamado anel da benção em memória dos sentimentos de bravura e gratidão, sentimentos que alguns seres humanos não conhecem.






3.6.05

FÉ QUE MOVE MONTANHAS
DESCONHEÇO O AUTOR
CONTOS E LENDAS



Uma pequena congregação construiu um novo santuário em um terreno doado por um membro da igreja.


Dez dias antes da nova igreja ser aberta, o fiscal da prefeitura informou ao pastor que o estacionamento era inadequado para o tamanho da construção.


Até que conseguissem dobrar o tamanho do estacionamento, não poderiam usar o novo santuário.


Infelizmente, como o terreno era pequeno, tinham usado cada centímetro na construção, com exceção da montanha atrás do terreno.


Para construir um estacionamento maior, teriam que mover a montanha.


Destemido, o pastor anunciou que à noite gostaria de contar com todos os membros que tivessem "fé para mover montanhas".


Durante o encontro eles fariam orações pedindo à Deus por luz para encontrarem uma solução.


Na hora marcada, 24 dos 300 membros apareceram para a oração.


Eles rezaram por quase três horas.


Quando o pastor terminou, ele disse ao grupo,


- Abriremos no domingo marcado, Deus nunca nos abandona.


Na manhã seguinte, quando ele estava em seus estudos, alguém bateu à porta.


- Com licença, Reverendo. Eu sou de uma companhia de construção do município vizinho.


Estamos construindo um novo centro comercial e estamos precisando de terra para um aterro.


O senhor estaria disposto a nos vender um pouco de terra daquela montanha atrás da igreja?


Nós pagaremos pela terra que removermos e pavimentaremos toda a área exposta.


Se o senhor concordar, podemos iniciar imediatamente.


Nós não poderemos prosseguir nossa obra enquanto não conseguirmos terra para o aterro, daí a urgência.


A pequena igreja estava aberta no domingo marcado como fora originalmente planejado e existiam muito mais membros com "fé que move montanhas" do que no dia da oração.


Você apareceria para aquele encontro para oração?


Muitas pessoas dizem que a fé vem dos milagres.


Mas outros sabem: Os milagres vêm da fé!






1.6.05

UM MINUTO DE SABEDORIA
CARLOS TORRES PASTORINO
CONTOS E LENDAS



Mantenha sua mente limpa de qualquer pensamento menos digno.


Só assim conservará a serenidade e a Paz, como base da felicidade que chegará a você.


O corpo é o reflexo da mente.


E a mente é o reflexo de nossa alma, que é o nosso verdadeiro eu.


Pense coisas nobres e elevadas, e seu corpo manterá inalterável a saúde, trazendo-lhe a felicidade
que tanto almeja.






1.6.05

ATAMAS
JO ANDRADA
MITOS DA GRECIA E ROMA
MITOLOGIA E FOLCLORE



Atamas e sua mulher haviam acolhido Dionísio quando criança, por ocasião da morte de sua mãe, apesar da proibição de Hera. Como vingança, Hera enlouqueceu Atamas, fazendo-o matar os próprios filhos - o mais velho com uma flecha, pois Atamas o via como a um veado, e o mais jovem jogado na água fervente.






1.6.05

A LUA NÃO PODE SER ROUBADA
DESCONHEÇO O AUTOR
CONTOS E LENDAS



Ryokan, um mestre Zen, vivia a mais simples e frugais das vidas em uma pequena cabana aos pés de uma montanha. Uma noite um ladrão entrou na cabana apenas para descobrir que nada havia para ser roubado.


Ryokan retornou e o surpreendeu lá.


"Você fez uma longa viagem para me visitar," ele disse ao gatuno, "e você não deveria retornar de mãos vazias. Por favor tome minhas roupas como um presente."


O ladrão ficou perplexo. Rindo de troça, ele tomou as roupas e esgueirou-se para fora.


Ryokan sentou-se nu, olhando a lua.


"Pobre coitado," ele murmurou. "Gostaria de poder dar-lhe esta bela lua."






1.6.05

O MENINO E O PIANISTA
DESCONHEÇO O AUTOR
CONTOS E LENDAS




Desejando encorajar o progresso de seu jovem filho ao piano, a mãe levou-o a um concerto de Paderewski. Depois de sentarem, a mãe viu uma amiga na platéia e foi até ela saudá-la. Tomando a oportunidade para explorar as maravilha do teatro, o pequeno menino se levantou e, eventualmente, suas explorações o levaram a uma porta onde estava escrito "Proibida a Entrada".


Quando as luzes abaixaram e o concerto estava prestes a começar, a mãe retornou ao seu lugar e descobriu que seu filho não estava. De repente, as cortinas se abriram e as luzes caíram sobre um impressionante piano Steinway no centro do palco.


Horrorizada a mãe viu seu filho sentado ao teclado, inocentemente, catando as notas de "cai cai balão". Naquele momento, o grande mestre de piano fez sua entrada , rapidamente foi ao piano, e sussurrou no ouvido do menino.


"Não pare, continue tocando".


Então, debruçando, Paderewski estendeu sua mão esquerda e começou a preencher a parte do baixo. Logo, colocou a mão direita ao redor do menino e acrescentou um belo acompanhamento de melodia.


Juntos, o velho mestre e o jovem noviço transformaram uma situação embaraçosa em uma experiência maravilhosamente criativa. O público estava perplexo.


E assim são as coisas de Deus. O que podemos conseguir por conta própria mal vale mencionar.


Fazemos o melhor possível, mas os resultados não são exatamente como uma música graciosamente fluida. Mas, com as mãos do mestre, as obras de nossas vidas podem ser lindas.


Na próxima vez que você se determinar a realizar grandes feitos, preste atenção. Você pode ouvir a voz do Mestre, sussurrando em seu ouvido, "não pare, continue tocando". Sinta seus braços amorosos ao seu redor. Saiba que suas fortes mãos estão tocando o concerto de sua vida.


Lembre-se, Deus não chama aqueles que são equipados. Ele equipa aqueles que são chamados. E ele estará lá para amar e guiar você.